5 dicas para administrar uma loja de conveniência

As lojas de conveniência fazem parte de um mercado não tão novo, mas que segue com um crescimento médio de 20% ao ano. Para se ter ideia do potencial delas, o faturamento médio no Brasil varia em torno de 100 mil reais por mês. É por isso que muitos postos de combustíveis investem nesse tipo de negócio.

Atualmente, apenas 15% deles usufruem desta junção estratégica para elevar os seus lucros. Ou seja, tem muita gente deixando a oportunidade passar! Não durma no ponto. Se liga nessas 5 dicas para administrar uma loja de conveniência com sucesso que preparamos para você.

O que é uma loja de conveniência?

Antes de compartilharmos as nossas sugestões, vamos entender um pouco mais sobre essa oportunidade de negócio. Uma loja de conveniência pode funcionar por 24 horas, dispor de produtos alimentícios, bebidas, cigarros, materiais de higiene e de limpeza. Qualquer item que faça parte do cotidiano dos consumidores pode ser encontrado lá.

Por ter essa proposta de facilitar a vida dos clientes, as lojas de conveniência fornecem praticidade aos atarefados e sem tempo, já que eles podem comprar o que precisam no caminho de casa ou enquanto abastecem o carro. Além disso, elas costumam ser um ponto de encontro de amigos.

Já deu para perceber como ela pode ser importante para um posto de combustível, não deu? Então, vamos para as dicas!

1. Mantenha tudo no seu devido lugar

Nem sempre as pessoas decidem comprar um produto apenas com base em seus benefícios e preço. O visual e a organização da loja também influenciam na hora das compras impulsivas, ou seja, decisões instintivas relacionadas ao estado emocional da pessoa.

Para incentivar este comportamento, é importante manter as gôndolas e os refrigeradores arrumados e abastecidos com produtos dispostos de maneira tática. Além disso, não se esqueça que o ambiente interfere na experiência do cliente. O local deve estar limpo, ter um cheiro e iluminação agradável, uma temperatura confortável e um som adequado. Qualquer situação de desconforto vai diminuir as suas chances de vender.

2. Treine a equipe

Funcionários sem treinamento espantam os clientes. Ser mal atendido causa uma impressão negativa do estabelecimento, mesmo que os produtos sejam de qualidade. Guarde bem essa dica: os colaboradores devem contribuir para tornar a compra em uma experiência prazerosa, sendo ágeis, cordiais e proativos.

Profissionais qualificados e competentes têm o poder de atrair novos fregueses e fidelizar os antigos. Por isso, é importante mantê-los comprometidos e motivados através de treinamentos constantes, estratégias de bonificações e reuniões para feedbacks.

O tamanho da equipe vai variar de acordo com o porte da empresa e dos serviços oferecidos. O importante é verificar se todos os deveres estão sendo cumpridos. Caso contrário, é necessário rever os erros ou pensar em incorporar novas pessoas.

3. Faça ações de marketing

Já falamos no blog sobre a importância deste assunto. Investir no marketing estratégico para a sua loja permite a conquista de melhores resultados nas vendas. Não é à toa que este tópico está entre as nossas dicas para administrar uma loja de conveniência.

Conheça o seu público-alvo. Realize pesquisas e analise as suas vendas para entender os padrões de compras, os produtos com maior rotatividade, os itens que faltam e os que não saem. A partir disso, você pode divulgar aqueles que trazem mais lucros, fazer promoções e ajustar os preços. Outro ponto importante: essas medidas facilitarão a administração do seu estoque.

Você pode fazer campanhas para divulgar o seu negócio e produzir conteúdo relevante para atrair novos clientes. É interessante também aproveitar as datas comemorativas, estações do ano ou segmentação de idade para implementar uma decoração atraente aos olhos dos consumidores.

4. Atente-se às normas específicas

Para oferecer qualidade e segurança aos seus clientes, uma loja de conveniência deve atender a algumas normas. Por exemplo, ela precisa estar registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que dita algumas regrinhas para a manipulação de alimentos. E também na Secretaria de Estado de Saúde (SES), responsável pela inspeção sanitária.

Entenda que essa parte burocrática de alvará de funcionamento, certidões e outros documentos servem para evitar futuras dores de cabeça e garantir que esteja tudo dentro da lei. Isso vai ajudar a consolidar a sua marca perante ao público, tornando-a mais confiável.

5. Invista em delivery

Adaptar-se para atender as necessidades dos clientes é fundamental para a sobrevivência de qualquer negócio. Com as lojas de conveniência não é diferente. Imagine a praticidade de receber suas compras em casa. Por isso, invista nesse serviço.

Os pedidos podem ser realizados por telefone ou você pode associar esta ideia com e-commerces e plataformas de marketplace. Tudo que facilite a vida do seu público é válido para atrair atenção e potencializar as vendas de sua empresa.

Ainda está na dúvida? Abrir um negócio não é tarefa simples. O recomendado é estudar bem o mercado, fornecedores, concorrentes, oportunidades e preços para montar um Plano de Negócios bem estruturado.

Coloque em prática as 5 dicas para administrar uma loja de conveniência que apresentamos aqui e reduza os riscos e as incertezas do seu empreendimento.

O assunto te interessou? Deixe as suas dúvidas e opiniões nos comentários!

2019-06-17T17:24:14+00:0016 de janeiro de 2019|Dicas e Cuidados|