Blog

Conheça a história dos combustíveis

Não é novidade para ninguém a importância dos combustíveis para toda a sociedade. Mas, você já parou para pensar como era a vida das pessoas quando não existia gasolina, etanol, GLP ou gás natural? Desde a pré-história até os dias atuais, o ser humano tem buscado fontes de energia para se aquecer, alimentar e locomover. 

Os combustíveis foram protagonistas de grandes episódios da história mundial. Quais? Neste artigo, nós da Ruff contamos para você os principais detalhes e curiosidades sobre a história dos combustíveis e também dos primeiros postos de gasolina. 

O que são combustíveis?

Para começar, é importante entender quem são eles. De forma geral, todas as substâncias químicas queimadas com o intuito de produzir energia na forma de calor são chamadas de combustíveis. Eles podem ter diversas aplicações, sendo utilizados para acionar, por exemplo, motores automotivos, aeronáuticos, industriais ou turbinas de usinas termelétricas.

Os combustíveis podem derivar de fósseis animais e vegetais, como é o caso do petróleo, ou de plantas, como a cana-de-açúcar (a matéria-prima do etanol). Além disso, eles podem ser originados a partir da eletrólise da água ou do lixo (biogás).

Ah, o combustível é classificado ainda como renovável ou não renovável. O primeiro é aquele obtido de fontes não fósseis, ou seja, ele não se esgota (água, etanol, madeira e etc.). Já o segundo, é obtido a partir de fontes fósseis, disponíveis na natureza por um tempo limitado, como o petróleo.

A evolução e a história dos combustíveis

A primeira fonte de energia da humanidade foi a madeira. Ela era queimada pelos homens primitivos com o intuito de se proteger do frio e cozinhar alimentos. Mas, foi a partir da primeira Revolução Industrial que os combustíveis modernos começaram a ser originados. Naquela época, a necessidade de mover os motores a vapor utilizados em locomotivas e grandes fábricas fez com que o carvão mineral se tornasse o grande protagonista do período.

Anos mais tarde, já no começo do século 20, foi a vez do petróleo ser explorado como fonte de energia. Isso porque os automóveis começaram a se popularizar e foi preciso encontrar um combustível eficiente. A partir de então, a refinação do petróleo passou a ser feita em larga escala e a gasolina ganhou destaque no mercado. Antes disso, a principal função do petróleo era dar origem ao querosene, utilizado na iluminação pública e residencial.

A criação da gasolina aditivada e os impactos da Crise do Petróleo

No contexto das refinarias de petróleo, a novidade na década de 1950 foi o investimento na produção de combustível com alta octanagem e o início da comercialização da gasolina aditivada. Clique aqui para saber o que é e quais são os benefícios da gasolina aditivada.

Mas, e o etanol? Bem, ele foi criado depois das famosas Crises do Petróleo, na década de 1970, responsáveis por afetar o setor em escala mundial. Muitos países, então, começaram a buscar novas fontes de energia. A obtenção de álcool anidro a partir da cana-de-açúcar foi o grande destaque nesse período, principalmente no Brasil.

Já a gasolina, também em 1970, ganhou novos compostos antidetonantes com o objetivo de minimizar os impactos ambientais causados por sua queima. Além disso, uma medida que vem sendo adotada desde aquela época até os dias de hoje é a redução do teor de enxofre na gasolina.

Quer conhecer detalhes e curiosidades sobre o óleo diesel? Clique aqui e confira o post especial que fizemos sobre esse combustível.

Os primeiros Postos de Combustíveis

Você já parou para pensar como era a vida dos motoristas antes do surgimento dos postos de combustíveis? Como contamos acima, a popularização dos carros aconteceu no começo do século 20. Naquela época, para abastecer um veículo, era preciso comprar barris de 200 litros de gasolina. Eles eram vendidos em armazéns e inseridos nos tanques dos carros por meio de funis.

O primeiro projeto mais semelhante a ideia de posto de combustível foi inaugurado em 1888, na cidade alemã de Wiesloch. Ele ficava em uma farmácia e era utilizado como base de abastecimento da Bertha Benz, primeira pessoa no mundo a dirigir um carro a uma longa distância.

Mas, a concepção de posto de gasolina como conhecemos hoje só foi criada em 1907. Naquele ano, o fundador da Ford, Henry Ford, inaugurou em Saint Louis, nos Estados Unidos, o Automobile Gasoline Company, um galpão com duas bombas instaladas sob pedestais.     

No mesmo ano, a Stanford Oil of California, atual Chevron, construiu o segundo posto de combustível do mundo em Seattle, também nos Estados Unidos. Outra curiosidade é que foi a Stanford Oil a inovar e criar o conceito de posto bandeirado.

Postos no Brasil

Em 1915, foi inaugurado o primeiro posto de combustível em solo brasileiro. Quem trouxe a novidade para o país foi a Texaco, mas, antes disso, outras duas empresas estrangeiras já atuavam por aqui como distribuidoras.

Ao passar dos anos, o mercado de combustíveis do Brasil passou por diversas transformações. Isso inclui o domínio do setor por oligopólios e, na década de 1990, a sua flexibilização, permitindo a criação de novas distribuidoras de combustíveis e o estabelecimento de um mercado mais competitivo. Clique aqui e saiba mais sobre o assunto.

Você tem alguma dúvida sobre a história dos combustíveis? Deixe a sua pergunta nos comentários. Não se esqueça de compartilhar este artigo nas redes sociais.

 

Busque no blog: