Tag: Chevrolet | Blog

Selecionados Ruff: Chevrolet Kadett

O Kadett foi um dos grandes clássicos da Chevrolet que marcou época no Brasil. Foram quase 400 mil unidades fabricadas. O modelo chegou ao país em 1989, mas na Europa ele já vinha sendo produzido desde 1936. Ele trouxe duas grandes novidades à indústria automotiva nacional: a produção em série de um veículo com vidros colados (para-brisas e traseiros) e com suspensão regulável a ar.

Esse xodó de muitos motoristas se assemelhava, em alguns aspectos, ao Monza. Dono de um visual moderno para a década de 1990, o Chevrolet Kadett foi produzido, inicialmente, em versões compactas e esportivas. Na verdade, os primeiros modelos misturavam esses dois estilos, unindo o clássico ao que havia de mais moderno. Essa junção e a configuração técnica do Kadett SL/E rendeu a ele, em 1991, o título de carro do ano pela Revista Quatro Rodas.

Kadett GS

Bancos Recaro, volante exclusivo de três raios, computador de bordo, faróis de neblina, teto solar, freio a disco, rodas aro 14 e motor 2.0 são alguns dos itens presentes em um dos do modelos esportivos mais populares do Kadett: a versão GS. Fabricado tanto para ser abastecido com álcool quanto com gasolina, esse veículo alcançava até 185 km/h. Mas, os testes realizados na época pela Quatro Rodas mostraram que era a versão a álcool que tinha um desempenho melhor quando o assunto era velocidade.

Kadett GSi

O GS foi atualizado e se transformou, em 1991, no GSi. Ele foi uma das versões mais sofisticadas do modelo e contava com dois grandes diferenciais: injeção eletrônica e painel eletrônica. Além disso, a Chevrolet manteve os bancos Recaro do GS e incluiu rodas mais modernas e um motor de 121 cv. Para quem quisesse investir um pouco mais, o Kadett GSi também estava disponível em uma versão conversível. Essa novidade chegou ao mercado em 1992 e agregou ao carro um status de alto padrão.

Quanto custava essa belezinha? O GSi valia, aqui no Brasil, entre 29 e 30 mil dólares. Os conversíveis, claro, eram os mais caros. Algum tempo mais tarde, em 1996, a história do GSi chegou ao fim, mas o Kadett ainda continuou sendo produzido por mais dois anos.

Versão Sport e o fim do Chevrolet Kadett

Criado para suceder o GSi, o Kadett Sport foi fabricado entre 1995 e 1997. Ao invés de ser uma versão melhorada de seu antecessor, o novo veículo da Chevrolet veio com algumas configurações inferiores: a potência do carro foi diminuída, a injeção se tornou monoponto e ele perdeu o teto solar e os bancos Recaros. Embora a fabricante tenha justificado que as mudanças foram feitas para reduzir o custo do carro, o valor continuou praticamente o mesmo.

A insatisfação com o Kadett Sport foi geral e as vendas começaram a cair. A Chevrolet ainda lançou algumas atualizações do GL, do GLS e do Sport nesse período, mas o fim do modelo foi inevitável. Em 1998, ele deixou de ser produzido e deu lugar ao Astra.

Os apaixonados pelo Chevrolet Kadett e que possuem um desses na garagem dificilmente conseguem mantê-lo somente com peças originais. As opções são utilizar itens usados ou procurar por peças novas compatíveis. Mas, quem sabe esse modelo querido por tantos não se torne um carro de colecionador e a Chevrolet iniciei uma produção exclusiva de materiais para ele? 

 

Selecionados Ruff: Chevrolet Camaro

O Chevrolet Camaro nasceu em 1966 como competidor direto do Ford Mustang e, assim como seu concorrente, ganhou o status de “ponycar” e também de “musclecar”, devido as suas características de carro compacto, acessível, com visual diferenciado e desempenho de um modelo esportivo. A assessoria de imprensa da Chevrolet chegou a emitir uma nota explicando a origem do nome de seu novo carro, dizendo que “Camaro se trata de um pequeno animal viciado em comer Mustangs”.

 

Primeira Geração

Sua primeira geração possuía a mesma plataforma utilizada pelo PontiacFirebird, com motores V8 em seis cilindros em linha e nas versões cupê de duas portas ou conversível com 2+2 lugares. Essa geração foi produzida de 1967 até 1969.

 

Segunda Geração

Foi nesta geração, produzida entre 1970 e 1981, que o Chevrolet Camaro começou a vender mais que o Ford Mustang. A segunda geração apresentou alterações estéticas feitas em 1974 e 1978, deixando o modelo mais alongado.

 

Terceira Geração

Nos modelos produzidos entre 1982 e 1992 foi introduzida pela primeira vez a injeção eletrônica, opções com rodas nos tamanhos de 15 ou 16 polegadas, corpo hatchback e motor de 4 cilindros.

 

Quarta Geração

Nesta geração, produzida de 1993 até 2002, a plataforma F-Body foi totalmente atualizada mas manteve ainda os estilos cupé ou conversível, ele ganhou tração traseira, motores V6 ou V8, com opcionais como controle de tração com transmissão manual disponíveis e frios ABS de fábrica.

Em 2002, o Camaro ganhou uma versão especial comemorativa de aniversário, marcando 35 anos de produção ininterrupta do modelo. Também foi neste ano que a Chevrolet viu o declínio nas vendas de seu carro-chefe e sua produção foi interrompida.

 

Quinta Geração

No ano de 2009 o Camaro voltou a ser produzido, desta vez com o visual totalmente remodelado: ousado, futurista e agressivo, inspirado nos modelos da Primeira Geração do carro. Em 2010, o Camaro foi escolhido como o projeto do ano no World CaroftheYearAwards. A Quinta Geração do Camaro foi produzida até 2015.

 

Sexta Geração

Lançada no Salão de Detroit em 2016, a nova geração manteve as características agressivas da Quinta Geração, em especial na parte dianteira, e opções com motor Ecotec 2 litros, motor V6 de 3,6 litros com tecnologia de desligamento de dois dos cilindros em baixas velocidades e também com o clássico motor V8. Esta geração tem o objetivo de manter o sucesso da geração anterior.

 

Qual é a geração preferida de vocês?

Busque no blog: