Diesel renovável: o combustível do futuro

O diesel renovável é um combustível mais moderno e com inovações tecnológicas que trazem ganhos também para o meio ambiente. O novo combustível reduz mais as emissões de gases de efeito estufa que o biodiesel atual e constitui uma das soluções para a necessidade de descarbonização do transporte rodoviário, permitindo o atendimento à regulação ambiental do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e aos objetivos do Programa RenovaBio. Entenda mais sobre!

O futuro é verde e de alta performance

Em julho de 2020, a Petrobras concluiu testes em escala industrial para a produção do diesel renovável. Além de trazer inúmeros benefícios ao meio ambiente, esse novo combustível também é vantajoso para os veículos que o utilizarão, pois melhora o desempenho dos motores em comparação ao biodiesel.

Os testes para a criação do diesel renovável aconteceram na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, Paraná. O procedimento envolveu o uso de 2 milhões de litros de óleo de soja que, processados, resultaram na produção de aproximadamente 40 milhões de litros de óleo diesel com conteúdo renovável.

O êxito dessa produção é altamente significativo para um mercado que, inevitavelmente, em um futuro não tão distante, deverá pensar, agir e consumir cada vez mais combustíveis, energias e materiais renováveis.

Estudos apontam que o diesel renovável reduz cerca de 70% das emissões de gases de efeito estufa em comparação ao diesel mineral (derivado do petróleo) e 15% em relação ao biodiesel, para o mesmo óleo vegetal de origem.

Em comparação com o biodiesel, a utilização do diesel renovável também melhora o desempenho dos motores, evitando problemas como entupimentos de filtros, bombas e bicos injetores. O diesel renovável que foi estudado e produzido pela Petrobras não contém glicerina nem contaminantes metálicos; e suas moléculas são iguais às do diesel mineral. Ou seja, é um combustível que pode ser misturado ao óleo diesel sem nenhuma restrição. Mais um ponto vantajoso a seu favor.

Contudo, há de se atentar para não confundir o diesel renovável — combustível ainda inédito no Brasil —, com o biodiesel de base éster.

Representação do cenário de consumo de diesel no Brasil

Representação do cenário de consumo de diesel no Brasil. Créditos: blogdocaminhoneiro.com.

As diferenças entre o biodiesel e o diesel renovável

Apesar de serem produzidos com algumas das mesmas matérias primas, esses dois tipos de biocombustíveis carregam grandes diferenças entre si.

Biodiesel de base éster

A primeira diferença já se faz presente no processo de produção: o biodiesel éster é produzido por um processo mais antigo, chamado transesterificação — reação química entre um éster e um álcool, da qual se resulta um novo éster e um novo álcool — ,e dá origem a um produto tecnicamente inferior.

Com isso, temos a segunda grande diferença. Devido ao seu processo de produção, ele contém glicerinas em sua composição, o que pode causar danos em bombas e filtros dos veículos, e contaminantes metálicos incompatíveis com os catalisadores de veículos mais modernos.

Isso faz com que seu uso seja limitado em grandes centros dos países europeus e nos Estados Unidos.

Diesel renovável

Quando comparado com o aspecto visto acima, o diesel renovável também se mostra altamente vantajoso, porque um de seus benefícios mais importantes é ser totalmente compatível com as tecnologias veiculares mais avançadas, por conta de não possuir contaminantes metálicos. Essas tecnologias, já em uso nos Estados Unidos e Europa, permitem a redução das emissões de poluentes locais, como o material particulado e óxidos de nitrogênio. Ou seja, a qualidade do ar não é tão comprometida.

Para os consumidores, as vantagens vão além do prolongamento da vida útil dos motores e da redução das emissões: um aspecto muito relevante é a possibilidade de aumentar a competição de mercado, hoje ocupado exclusivamente pelo biodiesel de base éster, o que traz benefício potencial para a composição final do preço do diesel nos postos de combustíveis.

Diesel renovável

Diesel renovável é o combustível do futuro.

Produção de diesel renovável

O diesel renovável é produzido por meio do processamento de matéria-prima renovável, como óleo vegetal ou gorduras animais, em conjunto com o diesel mineral em unidades de processamento dentro de refinarias de petróleo.

O processo resulta em um produto quimicamente idêntico ao diesel mineral, com origem renovável, que é conhecido internacionalmente como Green Diesel (Diesel Verde), Renewable Diesel, Hydrotreated Vegetable Oil (HVO) ou Paraffinic Diesel (diesel parafínico renovável).

É um produto isento de contaminantes, com maiores estabilidades térmica e oxidativa, o que garante menos problemas no armazenamento e em sua utilização em motores diesel.

O diesel renovável também possui elevado número de cetano, o que melhora a qualidade da combustão no motor. E é justamente sua semelhança com o óleo diesel mineral que o possibilita não apresentar problemas de incompatibilidade com as infraestruturas e motores de veículos já existentes.

Regulamentação e utilização do diesel renovável no Brasil

O diesel renovável ainda depende de regulamentação pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para ser comercializado no Brasil. Os resultados apontam que o teste da Petrobras foi bem sucedido, com performance adequada dos catalisadores e das unidades de operação da refinaria e com um produto final de alta qualidade e atendendo a todas as especificações necessárias.

O próximo passo da Petrobras deverá ser o de informar esses resultados à ANP para contribuir para a aprovação da regulação do produto. O objetivo é atender, em conjunto com o biodiesel já existente, a parcela de biocombustível que deve ser misturada ao diesel comercializado nos postos.

Atualmente, o biodiesel é misturado ao diesel mineral em uma proporção de, no mínimo, 11% pelas distribuidoras de combustível, e chegará a 15%, até 2023.

Diesel verde é alternativa sustentável

Combustível promete transformar o setor automotivo mundial.

E você, também acredita que o diesel renovável será a referência dos combustíveis em um futuro não tão distante? Acredita ser possível conciliar alto desempenho com baixa degradação ambiental?

Deixe sua opinião nos comentários e siga a Ruff nas redes sociais para ter acesso a mais conteúdos e novidades sobre o mercado de combustíveis e sobre o universo automobilístico.

Se o conteúdo deste artigo foi interessante, compartilhe-o em suas redes sociais!

Até a próxima!

2020-11-19T16:47:48-02:002 de dezembro de 2020|Mercado de Combustíveis|
Open chat
Precisa de ajuda?