Entenda como funciona o motor do carro

Criado no séc. XIX, o automóvel é um dos veículos de transporte mais utilizados pelas pessoas da sociedade contemporânea. Ele sofreu muitas mudanças desde a sua criação, e hoje em dia, é comum encontrar modelos movidos a energia solar, eletricidade, combustível, entre outras formas.

Sabendo dessas inovações e também da importância do carro no mundo moderno, sempre há necessidade de se ter conhecimento sobre como suas partes funcionam.

Você sabe como funciona o motor do carro movido a combustão?

O motor é um dispositivo primordial para o seu automóvel, pois pode gerar movimento nas rodas do veículo e, consequentemente, fazer com que ele ande. Não é nada simples ou fácil, as condições necessárias para que o propulsor dê a partida e continue funcionando são muitas, porém, é possível entender como as coisas são executadas lá dentro através de princípios físicos e químicos.

  • Componentes importantes

Dentro do motor do carro existem diversas peças importantes, como as válvulas, que transferem os gases da combustão para o escapamento, o cabeçote, que regula a entrada de ar e combustível e a vela de ignição que facilita a combustão entre o ar e o combustível através de uma pequena faísca.

Também há os pistões, que se movimentam para cima e para baixo, comprimindo o ar e fazendo com que o automóvel ande. Os cilindros, que facilitam esse movimento dos pistões, o alternador, que liga os pontos elétricos do carro à bateria e o cárter, local onde se armazena o óleo do veículo.

  • Funcionamento do motor

Existem algumas etapas necessárias para que o motor do carro funcione e transforme o combustível em energia mecânica. Na primeira etapa, logo que você gira a chave de seu veículo, a bateria envia a energia para realizar o movimento dos pistões. Em seguida, para que os pistões continuem se movimentando, inicia-se o processo de combustão.

Desta forma, os bicos injetores começam a enviar combustível para o cilindro, porém, ele precisa ser misturado com ar. Para que isso aconteça, o ar entra pelo motor, passa por um filtro que elimina suas impurezas, e, após isso, segue para os cilindros.

Depois que tudo isso ocorre, os pistões se movimentam para cima, e as velas geram aquela pequena faísca, o que proporciona uma baixa explosão dentro do motor: a famosa combustão.

Essa combustão libera um pouco de gás, que empurra o cilindro para baixo novamente, gerando energia o suficiente para a rotação ao motor. No final disso, as válvulas do cilindro se abrem e esse gás sai através do escapamento e libera o espaço necessário para a próxima combustão.

Após essa etapa, é gerada uma rotação, que passa por diversos componentes do motor do carro para, por fim, chegar às rodas e permitir que o automóvel se movimente.

Quando todas essas etapas terminam, o processo é iniciado novamente, como em um ciclo, gerando mais energia para o motor e movimento para o veículo.

  • Cuidados com o motor

Como citado anteriormente, o motor é uma peça primordial para o seu carro e por conta disso, é necessário ter cuidados e atenção a qualquer problema que possa aparecer, pois isso pode acabar prejudicando o funcionamento do automóvel.

Sempre fique atento a possíveis barulhos que podem aparecer enquanto você dirige e também preste atenção caso o seu motor esteja demorando para ligar. Além disso, algo imprescindível é manter a água e o óleo na medida certa, pois nem sempre o painel pode mostrar que o nível está baixo, e isso pode acarretar algum problema no carro.

Recomendamos que compre um óleo de uma marca que confie, pois, o produto errado pode prejudicar o motor, e não esqueça de trocar o filtro do carro, porque senão o uso do combustível é capaz de aumentar.

Mesmo que não esteja observando nenhum desses problemas, indicamos que faça revisões em períodos periódicos com um especialista no assunto que tenha confiança, para ter certeza de que está tudo funcionando da maneira correta.

Até porque, com o passar dos tempos, o motor do carro pode ir se desgastando, o que ocasionaria em um aumento gradativo de combústivel.

  • Curiosidade: História do motor a combustão

Nikolaus August Otto (1832-1891) foi o engenheiro responsável pela invenção e construção do primeiro motor de combustão, além de ser inventor do ciclo teórico do motor (etapas citadas anteriormente no “funcionamento de motor”).

Otto teve sua ideia desenvolvida com algumas bases,  já que naquele tempo os motores a vapor já existiam, porém, eram utilizados apenas em grandes embarcações e locomotivas.

O engenheiro, utilizando os conceitos dos motores a vapor e com o pensamento de criar um sistema que pudesse reagir a partir de uma mistura de ar e combustível, que geraria força e movimento através de uma pequena explosão, Otto começou a desenvolver o seu dispositivo. Por conta disso, o motor a combustão interna de ciclo de quatro tempos foi denominado como “Ciclo Otto”.

O motor inventado por ele trouxe diversas vantagens em relação ao motor a vapor que era usado em sua época. Um desses benefícios está relacionado ao baixo peso, já que os motores conduzidos por vapor precisavam de reservatórios de água, além de carvão para poder esquentar essa água.

Além do baixo peso, os motores de combustão interna criados por Otto eram bem mais potentes que os até então criados.

Com todas essas vantagens, o motor de Otto logo se destacou dentro da sociedade, o que continuou até a atualidade. Seja em automóveis, ônibus, caminhões, entre outras máquinas, o funcionamento do motor a combustão é utilizado.

Como vimos no texto, o motor é uma peça extremamente importante para o automóvel e também, para a nossa sociedade. Você sabia como funciona o motor do carro ou sobre sua história? Possui alguma dúvida envolvendo ele  ou alguma outra parte do seu veículo? Deixe sua mensagem nos comentários! E não esqueça de ler nossos outros artigos.

2020-02-03T11:41:35-02:005 de fevereiro de 2020|Dicas e Cuidados, Veículos|