ANP deve assumir regulamentação do Etanol

Como já falamos em nosso blog, o aumento do preço do Etanol tem levado os consumidores a abastecer com Gasolina. Como as chuvas e a seca de 2010 afetaram o desenvolvimento da cana, o início da moagem atrasou e por consequência diminuiu a produção de Etanol.

No entanto o problema de abastecimento atual não se deve somente a problemas naturais, mas também ao crescimento considerável da frota de veículos bicombustíveis no Brasil.Consequentemente a produção de Etanol não tem acompanhado o ritmo desse crescimento, ainda porque as usinas aumentaram a produção de açúcar na última safra por conta do preço mais favorável no mercado internacional. Com isso, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) afirmou que as usinas de açúcar e álcool do país têm condições de fornecer Etanol Hidratado para abastecer 45% da frota flex nos próximos 12 meses.

Diante dessa situação, o ministro Edson Lobão informou semana passada que a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Bicombustível (ANP) deve assumir a regulamentação do Etanol através de projeto de lei ou MP (medida provisória). Sendo essa apenas uma das medidas para estabilizar o preço e o abastecimento desse combustível.

Atualmente, a ANP regula apenas a qualidade de produção do Etanol e a idéia ao assumir essa nova função é de tratá-lo como combustível estratégico e não apenas como um derivado da produção agrícola. Isso resultará em um tratamento similar ao setor do petróleo, no qual a ANP acompanha desde a produção até a distribuição do combustível.Com essa abordagem o Etanol passará a ter fiscalização da produção e metas pré-estabelecidas, fazendo com que seu preço e oferta sejam mais estáveis de acordo com sua demanda.

Segundo Gilson Bittencourt, secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, o preço do Etanol deverá cair em maio já que a nova safra começou a ser processada em abril e tem previsão de chegar aos postos no mês seguinte. No momento devemos continuar a observar essas ações e seus efeitos, para então se adaptar a uma nova situação de mercado. Caso você queira saber mais sobre esse assunto ou tenha algumas dúvidas deixe suas perguntas e considerações em nossos comentários. Queremos saber sua opinião!

2011-04-12T00:00:00+00:0012 de abril de 2011|Mercado de Combustíveis|